Untitled Document
 
DVD
Como Fazer Embutidos e Defumados Orgânicos
   
Notícias - Divulgue as notícias da sua região Untitled Document Clique Aqui Voltar
 
Produção do Cordeiro do Cariri
Manejo alimentar, sanitário e reprodutivo: modelos de terminação para a produção de ovinos melhorados
 

Validar modelos de sistemas de produção para terminação (engorda para abate), com o correto manejo alimentar e sanitário, para a obtenção de produtos de carne e pele ovinas com qualidade adequada para a exigência os mercados. Esse tem sido o objetivo do projeto Cordeiro do Cariri, coordenado pela Embrapa Caprinos e Ovinos (Sobral/CE) e que já atua há dois anos no sul do estado do Ceará, com sistemas de produção de cordeiros em confinamento, no município de Campos Sales, e a pasto cultivado, em Farias Brito.

A ideia dos centros é de promover a melhoria da qualidade da matéria-prima e dos produtos ao longo do ano, garantindo uma regularidade da produção - que atualmente ainda é concentrada nos períodos chuvosos - e aumentando a competitividade da cadeia produtiva. Assim, o projeto pretende contribuir na organização da oferta de carne de ovinos para a agroindústria com mais regularidade, qualidade, quantidade e baixos custos. Este é o tema do Prosa Rural desta semana que tem a participação do pesquisador Fernando Henrique Albuquerque e do produtor rural Mônico Fernandes.

Nos centros de terminação, os produtores locais procuram adotar boas práticas para a obtenção de animais padronizados para o abate. Os rebanhos em Campos Sales e Farias Brito são submetidos a manejo sanitário preventivo, com vacinação contra clostridioses e raiva e uso do método FAMACHA para controle de verminoses. Já o manejo nutricional é voltado para a realidade de cada sistema: em Farias Brito, no pasto cultivado, é adotada também a suplementação concentrada. Já no sistema em confinamento, em Campos Sales, será trabalhada a produção de silagem de sorgo para alimentação dos cordeiros. O centro de Campos Sales tem capacidade para 120 cordeiros, o de Farias Brito para 100.

O projeto tem permitido à Embrapa e instituições parceiras introduzir inovações tecnológicas em benefício dos ovinocultores participantes. Além disso, o projeto tem atuado para o fortalecimento das associações de produtores, de modo a garantir melhores estratégias de comercialização e marketing dos produtos e aperfeiçoar a governança da cadeia produtiva. Atualmente, são 27 produtores diretamente envolvidos nos dois municípios.

Com isso, o projeto busca aproveitar o potencial do Cariri cearense, como um pólo promissor para a ovinocultura de corte: a região possui mercado consumidor em crescimento, concentra instituições de pesquisa em Ciências Agrárias e concentra, também, considerável quantidade de fornecedores de insumos. Além da Embrapa, participam do projeto o Sebrae/CE, Banco do Nordeste, Universidade Federal do Ceará, Universidade Regional do Cariri (Urca), Incra, CNPq, Ematerce, Instituto Agropólos, prefeituras de Farias Brito e de Campos Sales e associações de produtores locais.

Saiba mais sobre este assunto ouvindo o Prosa Rural, programa de rádio da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Embrapa, vinculada ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. O programa conta com o apoio do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome.

MP3 - Produção do "Cordeiro do Cariri

Data/Hora: 2011/09/19
Duração: 15'
Responsável: Adilson Nóbrega MTB/CE 01269JP
Email: adilson@cnpc.embrapa.br
Telefone: (88) 3112.7528
Unidade: Embrapa Caprinos e Ovinos 

Notícia adaptada pela Equipe Capril Virtual com informações Embrapa Caprinos e Ovinos (19/09/2011)
 
Notícias
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Pernambuco
Leilão Dorper Constelação faz média acima de R$ 4 mil
Rio Grande do Sul
Fenovinos destaca criatórios da região da Campanha
Rio Grande do Sul
Alunos do IFFarroupilha de Alegrete expõem ovinos na Fenamilho
Piauí
Expoeiras começa nesta quinta-feira (28) em Oeiras
Rio Grande do Sul
Cachoeira do Sul pode se tornar capital da raça Hampshire Down
Rio de Janeiro
Câmara flagra ladrões roubando uma cabra na Zona Oeste do Rio
Distrito Federal
Ministério do Trabalho reconhece a categoria de agricultor familiar
 
+ Notícias