Untitled Document
 
   
Notícias - Divulgue as notícias da sua região Untitled Document Clique Aqui Voltar
 
Como iniciar uma criação de carneiros
Criar carneiros pode ser uma boa ideia para quem que começar um negócio. O carneiro é um dos  animais mais fáceis para começar uma criação pelo baixo custo de estrutura, além de oferecer uma maravilhosa carne para a alimentação rica em fibras, com um ótimo sabor e extremamente saudável. O animal possui ainda um alto valor de lucratividade, pois dele se pode aproveitar o leite de ovelha, que é rico em fibras e com alto valor de mercado e também pode ser usado na fabricação de queijos. Há ainda a carne, que é bem mais cara que a do boi em valor de comercialização e a sua lã que também pode ser vendida com excelente valor de mercado, pois é retirada do animal apenas uma vez ao ano.

Começar uma criação de carneiros pode ser fácil se há um espaço disponível para tal. O ideal é que seja feita em regiões rurais ou em bairros não populosos como em chácaras, sítios ou fazendas. O animal precisa de espaço e não reage bem a muita circulação humana em seu habitat, podendo causar problemas com a vizinhança pelo barulho bem como pelo comportamento do animal uns com os outros. É preciso ter uma área verde, sendo assim necessária uma área externa para iniciar a criação.

Dificilmente um criador tem muitos problemas em sua criação de carneiros. São animais relativamente dóceis, não causam danos ao ambiente e suas fezes podem ainda ser usadas como adubo. Eventualmente eles podem fugir, mas nada que uma boa cerca alta não resolva. No mais, são animais fáceis de se criar e o lucro a ser obtido com a criação é um excelente estímulo para se iniciar no empreendedorismo.

Estrutura para a criação de carneiros

É preciso ter uma área para que os animais circulem de, no mínimo, 40 metros quadrados, podendo ter cobertura em apenas uma parte para que os animais se abriguem da chuva. Alguns criadores costumam aproveitar árvores para que a área se assemelhe a um campo e assim os carneiros e ovelhas possam se abrigar de sol e chuva ou montar uma estrutura semelhante a um estábulo, apenas sem portas para que os mamíferos entrem e saiam a vontade.

Raças para a criação de carneiros

Como em todos os grupos de animais, existem as raças de carneiro que são consideradas melhores para criação voltada a venda do animal. Em sua maioria, ovinos são animais bem adaptáveis a qualquer clima, desde que seja escolhida a raça correta para cada ambiente. Para isso, é preciso saber algumas informações: se quiser criar carneiros para obter lã especificamente além da carne, o ideal é que o ambiente tenha uma temperatura mais amena. As raças que produzem muita lã ficam melhor adaptadas em regiões mais altas e frias. As que possuem pouca lã ficam melhor vivendo em locais mais quentes e secos como nas regiões centro-oeste e nordeste.

O ideal é que se tenha um foco antes de montar a criação de carneiros. Apesar de todos os animais produzirem carne e lá, alguns produzem menos lã e são os melhores para a alimentação. Se quiser obter lã para a venda em grande quantidade, dê preferência a raças puras como a merino, corriedale e romney march. Para quem quer criar uma raça par aproveitar o máximo da pele, a raça mais famosa voltada para este setor é a karakul. Todas resultam em boa carne para a venda.

Como funciona a reprodução de carneiros

O carneiro é um mamífero e como tal sua reprodução acontece por fecundação do óvulo na mãe. O período reprodutivo, ou seja, o cio da ovelha, geralmente acontece duas vezes ao ano, nas estações do verão e outono, sem um mês determinado. O ideal é que se tenha um macho para dez fêmeas, mas o mesmo macho pode copular com cerca de 40 fêmeas sem qualquer problema de fertilidade.

A fertilização da fêmea pode ser feita de duas formas: inseminação artificial e reprodução tradicional, com cruzamento entre macho e fêmea feito de forma natural. No caso da inseminação artificial, que deve ser feita com acompanhamento de um zootécnico, há um maior aproveitamento do sêmen e assim um percentual maior de óvulos férteis e, por consequência, um animal estável e com saúde no nascimento.

O cuidado com a reprodução deve começar na escolha do macho que vai dar origem ao rebanho, bem como uma análise criteriosa da fêmea. O ideal é que a compra seja feita com acompanhamento de um zootécnico e se possível observando cuidadosamente cada animal, bem como a sua linhagem e o local onde está sendo criado. Só podem ser fecundadas ovelhas acima de um ano de idade, pois após este período é que seu sistema reprodutor está bem formado e não oferece riscos na gestação.

O período de gestação de uma ovelha dura entre 145 a 147 dias e a boa notícia é que o nascimento ocorre de modo natural, com a fêmea fazendo todo o trabalho e o animal sendo assistido apenas em caso de necessidade. O ideal é que uma semana antes do parto a fêmea seja colocada em um local sossegada e longe de cães e gatos que possam perturbá-la. No mais, a natureza irá fazer o seu trabalho.

Alimentação da criação de carneiros

Carneiros e ovelhas são animais que se alimentam de pasto, mas podem também ser educados a comer uma ração balanceada. Em ambos casos, deve-se ter cuidado para o que está sendo ingerido, pois são animais frágeis e podem ser contagiados com verminoses. É preciso sempre ter disponível água fresca, seja de fonte natural ou de tanques artificiais, com água trocada todos os dias.

Não é preciso se preocupar quanto ao ganho de peso, que os criadores chamam de período de engorda, pois a partir dos quatro meses de idade, os carneiros tendem a se alimentar muito bem, bastando apenas que se coloque comida todos os dias.

Adaptada pela Equipe Capril Virtual com informações Novo Negócio (18/06/2013)